Leia também: transtornobipolar-relatoscontnuos.blogspot.com

Teresa Azevedo

Mulher menina prosa e verso

Para entrar o Portal do Poeta Brasileiro, envie dois textos poéticos, uma foto e mini-biografia para contatos@poetasbrasileiros.com.br
Textos

Carta a alguém muito querido e especial
Carta a alguém muito querido e especial

Não quero vê-lo sofrer meu menino/homem.
Os anos passaram.
Você parecia imbatível.
Sempre decidindo sua vida por si.
Sem dividi-la comigo.
Sem aceitar minha opinião, meu cuidado.
Foram tantas às vezes que me fez chorar.
E você se mantinha ali, inalterado.
Claro que também havia um outro lado.
De cuidador, de orientador, de disciplinador.
Quantas vezes até com certo “terrorismo”.
Quis ir para o mundo e viver sua vida.
Distante da minha.
Alcançar tantas terras outras.
Alheias a nós e me deixar sozinha.
Esperando, sempre esperando.
Esperando uma vinda real que nunca vinha.
Agora o vejo assim em prantos.
Chorando todas as lágrimas guardadas talvez.
Como você mesmo disse tudo que eu tinha de bom era como se não existisse.
Ia para um grande baú acorrentado e jogado no profundo do oceano.
Apenas meus defeitos se sobressaiam.
E agora que tudo teve fim o baú submergiu.
Você me viu como sou e não apenas defeitos.
Chora, e arrepende-se.
Não quero vê-lo sofrer jamais.
Tudo o que quero e espero é o seu bem.
Então não fique assim que sofro também.
Erga-se. Busque seu caminho.
Preciso encontrar o meu.
Quero ser sua amiga sempre e sempre.
Jamais poderei esquecer o que vivemos.
Foram anos difíceis, mas também muita coisa boa ficou.
Você é e sempre será esta pessoa tão especial e querida em minha vida.
Ninguém poderá mudar isto jamais.
Enxugue os olhos, erga-se e seja feliz.
Sua amiga para toda a vida.


Teresa Azevedo
Enviado por Teresa Azevedo em 26/03/2010
Alterado em 04/06/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Procure-me no facebook - Teresa Azevedo